Aedes aegypti, o mosquito que veio do Egito antigo

0 8884
No Brasil o mosquito chegou no tempo da escravidão, causando febre amarela. Hoje, transmite dengue, chikungunya e zika vírus
Evolução do Aedes aegypti nas Américas.
Evolução do Aedes aegypti nas Américas.

A primeira vez que o Brasil precisou se preocupar com o Aedes Aegypti foi no final do século XIX e o primeiro relato veio de Curitiba, capital do Paraná. No início do século XX, o mosquito já havia chegado a Niterói, no Rio de Janeiro, e já era um problema, por conta da febre amarela.

Mas o Aedes aegypty é mais antigo.

Originário do Egito, desde o século XVI o mosquito vem se espalhando pelas regiões tropicais e subtropicais da Terra, de carona com as navegações que buscavam expandir a colonização do planeta e o domínio sobre as novas terras recém descobertas descobertas.

Nas Américas, o Aedes chegou junto com os navios negreiros. Foi chamado pela comunidade científica inicialmente como Culex aegypti, em 1762. Em 1818, passou a ser chamado de Aedes, graças à nova classificação científica. E chegou causando baixas entre a população. Alem da febre amarela, o mosquito trouxe a dengue, descrita pela primeira vez no início do século 19, por conta de uma epidemia que ocorreu no Peru, com surtos no Caribe, Estados Unidos e Venezuela, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde,

O verão de 1908 deixou a população carioca em alerta pelo risco da febre amarela. Foi então que  Antonio Gonçalves Peryassú, pesquisador do então Instituto Soroterápico Federal, hoje Instituto Oswaldo Cruz, inspirado na campanha do sanitarista Oswaldo Cruz para eliminação do mosquito, fez descobertas sobre o ciclo de vida, os hábitos e a biologia do Aedes aegypti que contribuíram significativamente para o conhecimento dos hábitos e incidência da espécie.

Esses estudos foram fundamentais para a erradicação do mosquito no Brasil, em 1955 quando o país adotou medidas para acabar com a febre amarela. Apesar disso, em 1960, por considerarem extinto, o Aedes passou a ser encontrado em todo o território nacional.

Dengue

De origem espanhola, a palavra dengue significa “melindre”, “manha”, estado em que se encontra a pessoa contaminada pelo arbovírus (abreviatura do inglês de arthropod-bornvirus, vírus oriundo dos artrópodos), no caso, é encontrado na fêmea do mosquito Aedes aegypti ou na do Aedes albopictus, esse último conhecido como “tigre asiático”.

Trata-se de um mosquito pequeno, delgado e escuro, que possui hábitos diurnos e vive dentro ou nas proximidades das habitações urbanas. Sua reprodução ocorre em locais de água parada, como lagos, poças de água e água contida em garrafas, vasos, pneus velhos jogados em quintais.

(Fonte: Fiocruz)

NO COMMENTS

Leave a Reply