Cochin, o aeroporto indiano que gera a sua própria energia

    0 818
    Projeto desenvolvido pela alemã Bosch gera 12 megawatts/dia de energia, suficientes para tornar o quarto mais movimentado aeroporto da Índia autossuficiente
    Aeroporto de Cochin, na Índia, e seus painéis solares. (Imagem: reprodução)
    Aeroporto de Cochin, na Índia, e seus painéis solares. (Imagem: reprodução)

    O quarto aeroporto em tráfego internacional da Índia não é só um aeroporto movimentado. Nesse mês de agosto, o aeroporto de Cochin, no estado de Kerala, no sul da Índia, se tornou o primeiro aeroporto do mundo a ser autossuficiente em energia, e o que é melhor, limpa.

    Segundo informações da Agência Efe, são 48.154 painéis fotovoltaicos sobre uma superfície de 20 hectares de terras, que até então não tinham nenhum uso, que hoje geram 12 megawatts diários de energia.

    José Thomas, diretor-geral do aeroporto, disse à agência que “Havia um espaço disponível, que previamente foi pensado para a futura expansão do terminal de carga, mas que achamos que podia ser usada para construir uma usina de painéis solares”.

    São três usinas instaladas na área do aeroporto com capacidade para gerar anualmente  18 milhões de unidades de energia solar, o suficiente para abastecer 10 mil casas ao mesmo tempo.

    A ideia nasceu em 2013 e uma licitação deu à empresa alemã Bosch o contrato para a construção da grande usina.  O valor chegou aos US$ 10 milhões e a obra ficou pronta em apenas quatro meses.

    “Com o que economizamos com a implantação dos painéis, em cinco anos, segundo os cálculos, teremos pago o custo da construção com o que deixamos de gastar”, comemorou o diretor-geral do aeroporto.

    O próximo passo, segundo as autoridades locais, é que em breve o aeroporto esteja reciclando a água que consome.

    NO COMMENTS

    Leave a Reply