Corcovado espera propostas para diagnóstico socioambiental

0 51
Projetos socioambientais de universidades podem participar de programa na Floresta da Tijuca, morro do Corcovado, no Rio de Janeiro.

 

Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro. (Imagem: Agência Brasil).

Instituições de pesquisa universitária podem apresentar, até o próximo dia 23 de junho de 2017, propostas para a elaboração de um diagnóstico socioambiental de quatro comunidades vizinhas do Corcovado, no Parque Nacional da Tijuca, Rio de Janeiro.

O diagnóstico vai identificar as principais demandas das comunidades Guararapes, Cerro Corá, Vila Cândido e Morro dos Prazeres, com o objetivo de elaborar um Programa Socioambiental a ser implementado no prazo de duração da concessão do Trem do Corcovado, nos próximos 18 anos. A concessão foi iniciada em 2014, após processo de licitação.

As propostas encaminhadas pelas universidades serão avaliadas em conjunto com as lideranças comunitárias. Segundo a coordenadora socioambiental do Parque Nacional da Tijuca e analista ambiental, Isaura Bredariol, a ideia é ouvir as demandas das comunidades para elaboração do programa.

“A gente quer que a maior parcela possível dos moradores seja ouvida, para que tenha voz dentro das comunidades. Por isso, a gente prevê um período de até um ano para o diagnóstico”, conta a coordenadora. Após a conclusão, o programa será então implementado.

A expectativa é que o diagnóstico possa ser concluído em 12 meses.

O Programa Socioambiental será financiado integralmente pela concessionária Trem do Corcovado, com recursos de R$ 211,02 mil por ano, a serem corrigidos anualmente. A medida está prevista no contrato de concessão.

(Fonte: ABr)

 

NO COMMENTS

Leave a Reply