El Niño coloca em risco 11 milhões de crianças

0 605
“As consequências poderão ter efeito cascata sobre várias gerações”, diz o Unicef
O El Niño é um fenômeno que provoca significativa alteração na temperatura das águas do Oceano Pacífico, com duração de 15 a 18 meses, com profundas alterações no clima do planeta.
O El Niño é um fenômeno que provoca significativa alteração na temperatura das águas do Oceano Pacífico, com duração de 15 a 18 meses, com profundas alterações no clima do planeta.

O El Niño, fenômeno climático que acontece pelo aquecimento das águas do Pacífico, não causa estragos somente por aqui.

Segundo o Unicef – Fundo das Nações Unidas para a Infância, cerca de 11 milhões de crianças na África Oriental e Austral estão expostas à fome, falta d’água e doenças em consequência do fenômeno.

Em nota, a Unicef disse que “As consequências poderão ter efeito cascata sobre várias gerações, a menos que as comunidades afetadas recebam apoio para lidar com a quebra das colheitas e a falta de acesso à água potável, que deixam as crianças desnutridas e em risco diante das doenças que matam”.

A incidência de malária, dengue, cólera e diarreias, pode crescer nas estatísticas da mortalidade infantil, isso por que as mudanças climáticas provocadas pelo El Niño trazem situações extremas, como secas prolongadas, enchentes, tufões e ciclones, que deixam vulneráveis comunidades  da Somália, Etiópia, Indonésia, as nações do Pacífico, a Guatemala, Honduras, El Salvador, o Peru, o Equador e o Brasil.

Segundo especialistas, é provável que o fenômeno meteorológico, um dos mais fortes que tem sido registrado, venha a causar mais cheias e secas, a alimentar tufões e ciclones no Pacífico e a afetar mais áreas se continuar a ganhar força, como indicam as previsões para os próximos meses.

O Unicef fez o alerta no momento em que está para acontecer a 21ª Conferência das Nações Unidas sobre o Clima – COP 21. Para o Fundo da ONU, é hora dos líderes mundiais lembrar que “o futuro das crianças de hoje e o do planeta que elas vão herdar está em causa”.

NO COMMENTS

Leave a Reply