Em 2050, oceanos terão mais plástico do que peixes

0 521
Divulgado em 2016, estudo da Fundação Ellen MacArthur mostra que 95% das embalagens plásticas produzidas no mundo não voltam para a cadeia produtiva.

plasticonomar

Mais de 150 milhões de toneladas de plásticos estão à deriva nos oceanos do mundo, alertou um estudo da Fundação Ellen MacArthur. De acordo com o estudo, em 2014, a proporção entre as toneladas desse material e as de peixe era de um para cinco. Caso não ocorram mudanças na maneira de descarte do lixo, em 2025, a proporção será de um para três. Até 2050, os mares do planeta poderão ter mais plástico do que peixes.

Pelo menos 8 milhões de toneladas de plástico vão parar nos oceanos por ano, o equivalente a um caminhão de lixo por minuto, diz o estudo. Se nenhuma ação for tomada, a expectativa é que esse número aumente para dois por minuto até 2030 e para quatro por minuto até 2050.

Consumo excessivo

O relatório da fundação aponta ainda que a economia mundial perde 95% das embalagens plásticas produzidas, no valor estimado entre 80 e 120 bilhões de dólares, após serem usadas apenas uma vez.

Uma mudança radical no consumo de plástico necessita, porém, da cooperação mundial entre empresas de bens de consumo, produtores de embalagens, empresas responsáveis pela coleta de lixo, cidades, políticos e outras organizações, diz o relatório, que propõe a criação de um organismo independente para a coordenação da iniciativa.

NO COMMENTS

Leave a Reply