Exploração dos recursos naturais da Terra compromete patrimônio ambiental

0 2382
Quase um terço de todos os locais pertencentes à lista de Patrimônio Mundial Natural está ameaçado
Cratera aberta na terra para a extração de minérios. (Imagem: arquivo)
Cratera aberta na terra para a extração de minérios. (Imagem: arquivo)

A exploração de petróleo, gás e mineração já comprometeram cerca de um terço do patrimônio mundial natural do Planeta. A informação foi divulgada no novo relatório “Protegendo um Excepcional Valor Natural”, produzido pelo WWF, Aviva Investors and Investec Asset Management.

Patrimônios Mundiais Naturais (ou World Heritage Site, em inglês) são lugares de enorme valor natural, como o Grand Canyon, a Grande Barreira de Corais e a Reserva Selous Game, na Tanzânia.

O que caracteriza esses patrimônios são o enorme valor natural, como paisagens singulares e alguns dos animais mais raros da Terra, como gorilas da montanha, elefantes africanos, leopardos da neve, baleias e tartarugas marinhas.

Segundo o relatório, a pressão sobre essas áreas é enorme.

As ameaças estão relacionadas às operações em atividade ou à entrada de empresas para concessão de exploração de minérios, petróleo ou gás, e podem causar danos irreparáveis aos locais à biodiversidade, além de prejudicar as comunidades que tiram dali sua subsistência. No mundo todo, a maior ameaça está na África, onde o risco atinge 61% desses locais.

No relatório, os investidores estão sendo alertados dos riscos que correm ao apoiarem essas empresas – tanto riscos financeiros quanto de reputação. Em resumo, neste caso, há muito risco envolvido para um retorno que não é o suficiente.

Soluções

No relatório, o WWF convida investidores do mercado a buscarem informações antes de aplicarem recursos em empresas que comprometem o patrimônio natural com suas atividades e até mesmo a cancelar possíveis investimentos.

Ainda segundo o documento, o desenvolvimento alternativo e sustentável dos Patrimônios Naturais Mundiais é uma proposta muito melhor para resguardar tanto o futuro dos recursos naturais quanto o das comunidades locais, nacionais e globais.

Com dados baseados em indices como o crescimento da procura da população por lugares naturais, como por exemplo 93% dos Patrimônios Mundiais Naturais promovem o turismo e a recreação; 91% deles geram empregos e 84% deles contribuem para a educação, a entidade quer que os investidores repensem a aplicação de seus recursos em empresas que comprometem o patrimônio natural.

De acordo com o diretor-executivo do WWF do Reino Unido, David Nussbaum: “nós estamos indo aos confins da Terra em busca de mais recursos – incluindo minérios, petróleo e gás, que estão cada vez mais caros e difíceis de serem extraídos. Com isso, alguns dos lugares mais preciosos do mundo estão ameaçados por atividades industriais destrutivas que põem em perigo os valores pelos quais eles foram agraciados com o maior nível de reconhecimento do planeta”, comenta.

 “Proteger esses locais únicos não é somente importante do ponto de vista ambiental, é crucial para o sustento e o futuro da população que depende deles. Os investidores têm uma oportunidade única assim como uma responsabilidade de administrar seu capital e desenhar nosso futuro”, completa Nussbaum.

(Com informações do WWF)

NO COMMENTS

Leave a Reply