Floresta do Palmito pode ser área de proteção integral

0 74
Consulta pública no litoral do Paraná vai decidir pela mudança de categoria e ampliação do parque estadual.

 

Visando dar mais transparência e garantir a participação da população nas decisões de melhoria ambiental, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) – em conjunto com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) e com apoio da Prefeitura de Paranaguá – promovem no próximo dia 23, uma Consulta Pública para ampliação e mudança da Categoria de uso da Florestal Estadual do Palmito.
(Foto: Divulgação IAP).

Criada em junho de 1998 com o objetivo de diminuir a exploração ilegal e predatória de palmito nativo, garantir a sustentabilidade local dessa espécie e proporcionar uma opção de lazer à população, a Floresta Estadual do Palmito, no litoral paranaense, pode se tornar uma área de proteção integral e ganhar mais 1.2oo hectares de área. Para que isso aconteça, o Instituto Ambiental do Paraná vai promover, no próximo dia 23 de maio, uma consulta pública junto à população, em Paranaguá.

Para embasar as informações e apresentações que serão feitas, o IAP publicou em seu site, os estudos técnicos referentes a fauna e flora local, os limites da ampliação, justificativas técnicas, entre outros.

Acesse http://www.iap.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1503

O objetivo é somar aproximadamente 1.200 hectares aos 530 já protegidos e tornar o local mais restritivo quanto às atividades que podem ser realizadas. Com isso, a Unidade de Conservação deixa de ser da categoria de Uso Sustentável passando a ser de Proteção Integral.

USO INDIRETO – Quando classificadas como de “Uso Sustentável” o objetivo é conciliar a conservação daquele ambiente com o uso sustentável dos recursos naturais ali pertencentes. Já nas Unidades de Conservação classificadas como de “Proteção Integral” é permitido apenas o uso indireto dos seus recursos naturais, como pesquisa científica e turismo ecológico, por exemplo.

É durante a Consulta Pública que a população poderá esclarecer dúvidas e se posicionar em relação ao tema. “Mais que uma obrigação legal, a consulta pública dá oportunidade de construção participativa do processo, iniciando a apropriação social da Unidade de Conservação”, explica o chefe do Departamento de Estratégias de Conservação, Francelo Mognon.

Floresta do Palmito

As trilhas da Floresta Estadual do Palmito são atrações. Com 6,5 quilômetros de extensão, a estrada que passa no interior desta Unidade de Conservação chega até ao Rio dos Correais, que tem 25 metros de largura. No entorno deste rio, podem ser admiradas áreas formadas por manguezais, com sua fauna e flora características.

Ao longo da estrada se pode observar, além do palmito, a vegetação composta por várias espécies de árvores de grande porte e ambientes formados por orquídeas e bromélias. Também é possível observar a fauna nativa, como o cachorro-do-mato, tamanduá-mirim, gato-do-mato-pequeno, entre outros.

SERVIÇO:
Consulta Pública sobre a Floresta Estadual do Palmito
Data: 23 de maio de 2017
Horário: 19h às 22h
Local: Teatro Raquel Costa, rua 15 de Novembro, 87 – Centro Histórico, Paranaguá

(Fonte: IAP).

 

NO COMMENTS

Leave a Reply