Hamburgo proíbe cápsulas de café na administração pública

0 910
Com base no Guia de Contratos Ecologicamente Responsáveis, a cidade alemã diz que cápsulas são difíceis de serem recicladas
Feitas de plástico e alumínio, cápsulas são difíceis de reciclar. (Imagem: divulgação)
Feitas de plástico e alumínio, cápsulas são difíceis de reciclar. (Imagem: divulgação)

O exemplo vem da Alemanha, mais precisamente da cidade de Hamburgo.

Um documento de 150 páginas redigido para introduzir uma gestão ambientalmente responsável na administração pública da segunda maior cidade da Alemanha é o ponto de partida para todas as contratações públicas do município.

Com base no documento, Hamburgo baniu das repartições públicas garrafas plásticas de água, produtos de limpeza à base de cloro, pratos e talheres de plástico, entre outros produtos.

Agora chegou a vez das cápsulas de café.

O Guia para Contratos Ecologicamente Responsáveis da cidade alemã condenou o uso das cápsulas por serem feitas de uma mistura de plástico e alumínio. “Essas pequenas embalagens causam gastos desnecessários e geram resíduos que, geralmente, contêm alumínio poluente” e diz estar proibida a compra deles para uso em “Kaffee Kapselmaschine”, ou máquina de cápsula de café. Segundo matéria publicada no UOL, Em cada oito cafés vendidos na Alemanha, um deles vem de cápsulas individuais.

No Brasil, o mercado do café em cápsula movimentou R$ 1,4 bilhão em 2015. Mais de 7.000 toneladas do café nas embalagens individuais foram vendidas no ano passado. Sobre a reciclagem desse produto por aqui, ninguém falou nada.

NO COMMENTS

Leave a Reply