Lixo poderia gerar 37 milhões de megawatts de energia no Brasil

0 693
Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone
Isso equivale, por exemplo, a um terço da energia produzida durante um ano na hidrelétrica de Itaipu
Um biodigestor, instalado para produzir energia. (Imagem: divulgação)
Um biodigestor, instalado para produzir energia. (Imagem: divulgação)

A produção de energia a partir do lixo não é novidade, embora esse potencial seja pouco explorado.

Segundo a Associação Brasileira de Biogás e Biometano – Abiogás, o Brasil poderia estar produzindo 37 milhões de megawatts de energia se fossem instalados biodigestores para aproveitar os gases emanados da degradação do material orgânico depositado em lixões do país. Isso equivale, por exemplo, a um terço da energia produzida durante um ano na hidrelétrica de Itaipu.

O biogás, resultante da decomposição do lixo, no entanto, vai parar na atmosfera, com um agravante: o gás (CH4) é 21 vezes mais poluente do que o gás carbônico (CO²).

Ainda segunda a Abiogás, a produção anual de biometano – o gás resultante do tratamento do biogás – poderia chegar a 23 bilhões de metros cúbicos no Brasil. A maior parte, 12 bilhões de metros cúbicos, viria de resíduos da cana-de-açúcar usada na produção do álcool. Outros 8 bilhões de metros cúbicos seriam produzidos com rejeitos agrícolas e dejetos de animais como porcos, bovinos e aves. O restante, 3 bilhões de metros cúbicos, viriam do saneamento urbano, ou seja, do lixo orgânico e dos esgotos domiciliares e industriais. Dados da Agência Nacional de Energia Elétrica – Aneel mostram que o Brasil usa pouco mais de 0,05% desse gás na matriz energética.

O biogás poderia estar sendo usado na produção de energia elétrica, através de um gerador, como combustível veicular e também em caldeiras para a produção de calor.

Para que uso do gás liberado nos lixões se torne realidade, é necessária apenas a instalação de biodigestores, um equipamento para beneficiar o biogás e um gerador ou local para armazenagem. O custo para gerar energia através do biogás é de 30% a 40% mais baixo do que o modelo de geração de energia utilizado hoje.

O que é o biogás

Biogás é uma mistura de gases resultante do processo de degradação da matéria orgânica na ausência de oxigênio, ou seja, em um processo anaeróbio. O principal componente desta mistura é o metano, um gás com alto potencial energético, o que faz do biogás uma fonte renovável de energia.

O biogás é composto de 50% de CO2 (dióxido de carbono) e 50% de CH4 (metano).

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

NO COMMENTS

Leave a Reply