Mata Atlântica tem ferramenta para ser monitorada pela população

0 573
O Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, da Fundação SOS Mata Atlântica ganhou vida
Área de Mata preservada em Curitiba. No site é possível identificar quais áreas não podem ser tocadas. (Imagem: Amigos do Barigui)
Área de Mata preservada em Curitiba. No site é possível identificar quais áreas não podem ser tocadas. (Imagem: Amigos do Barigui)

A parceria entre a Fundação e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE na atualização dos dados sobre vegetação nativa e áreas naturais das 3.429 cidades onde se aplica a Lei da Mata Atlântica, monitoradas pela ONG, evoluiu para o “Aqui Tem Mata” (aquitemmata.org.br), um ambiente interativo onde é possível identificar na cidade listada os parques, florestas e áreas protegidas, onde a Mata Atlântica ainda existe.

A ferramenta oferece uma busca personalizada por meio de mapas interativos e gráficos sobre o estado de conservação de florestas, mangues, restingas e outros ambientes do bioma.

“Nossa ideia é que os dados estejam acessíveis a qualquer usuário e possam ser reutilizados com finalidades de educação ambiental, mobilização e subsídios para as políticas de conservação do nosso patrimônio nacional”, escreveu Marcia Hirota, diretora-executiva da Fundação SOS Mata Atlântica, em artigo publicado no Blog do Planeta.

Para fazer a busca, basta inserir o nome de um município ou CEP e descobrir o total da vegetação nativa, dividida pelas categorias mata, área natural não florestal, mangue e restinga; o total da população do munícipio; a proporção de área de Mata Atlântica; as bacias hidrográficas presentes na cidade; a taxa de desmatamento de 2000 a 2013; o ranking municipal de desmatamento; se existe alguma área preservada de Mata Atlântica no bairro e mais próximas.

O site também mostra onde estão as áreas protegidas de cada cidade, incluindo parques e reservas em níveis federais, estaduais e municipais, além das Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPNs), desde que tenham ao menos 3 hectares de área contínua bem preservada. A ferramenta está disponível para web, tablets e celulares e também pode ser útil para jornalistas, professores e estudantes.

NO COMMENTS

Leave a Reply