O que é balneabilidade

0 2679
Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone
De acordo com a balneabilidade, as águas de determinada praia podem ser classificadas como próprias ou impróprias para banho
Litoral do Paraná. O Instituto Ambiental do Paraná monitora a qualidade do mar durante o verão. (Imagem: IAP)
Litoral do Paraná. O Instituto Ambiental do Paraná monitora a qualidade do mar durante o verão. (Imagem: IAP)

Balneabilidade é a qualidade das águas destinadas à recreação de contato primário, ou seja, contato direto e prolongado com a água em situações como mergulhar, nadar, boiar, etc.

De acordo com a balneabilidade, as águas de determinada praia podem ser classificadas como próprias ou impróprias para banho de mar. O fator que influencia a balneabilidade é, basicamente, a densidade de coliformes fecais, microrganismos presentes nas fezes de animais de sangue quente e que servem como indicadores da poluição por esgoto.

A presença de coliformes na água pode sinalizar a existência de outros microrganismos causadores de doenças. Outro fator que influencia a balneabilidade são as chuvas. Isso por que a drenagem da água da chuva em direção à praia lava as ruas carregando a sujeira presente para rios e para o mar, prejudicando a qualidade da água.

O problema se torna mais grave no verão, quando a população no litoral aumenta significativamente, o que significa a geração de mais resíduos. Infelizmente, a maioria das cidades litorâneas do Brasil é deficiente em saneamento básico, o que contribui diretamente nos índices de balneabilidade.

O contato com água contaminada por esgotos pode expor os banhistas a uma série de microrganismos que podem causar sintomas e doenças que incluem, em geral, enjoos, vômitos, dores abdominais e infecções de ouvido, nariz e garganta. Em locais muito contaminados, pode-se inclusive ter risco de disenterias mais graves, cólera, febre tifoide e hepatite A. A parte da população mais sensível a esses efeitos são as crianças, idosos e pessoas que tenham imunidade comprometida.

Portanto, é importante se informar com as agências ambientais regionais sobre a balneabilidade das praias. Vários órgãos ambientais mantêm monitoramento da balneabilidade. Informe-se.

Prevenção

Deve-se evitar o banho de mar em águas classificadas como impróprias e evitar contato com cursos d’água que afluem às praias, como rios, córregos e canais que tenham qualidade desconhecida ou duvidosa, especialmente após a ocorrência de chuvas fortes. Em qualquer situação, também é importante evitar a ingestão acidental de água do mar.

Outra recomendação é não levar animais à praia, já que as fezes e urina deles podem piorar a qualidade sanitária da água e da areia. Além disso, a água salgada e areia também podem prejudicar os animais, favorecendo infecções de ouvido, doenças de pele e outros males.

Os cuidados pessoais e informações sobre a balneabilidade das praias são muito relevantes, mas, sobretudo, é importante que os cidadãos cobrem ativamente do poder público medidas eficazes de saneamento, com a coleta eficaz de resíduos, tratamento adequado do esgoto e fim do lançamento de lixo e esgoto não tratado no mar.

(Com informações do IAP)

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

NO COMMENTS

Leave a Reply