Oceanos da Terra estão morrendo

0 170
Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone
As atividades humanas estão degradando a maior fonte de vida do planeta.

 

Os oceanos são responsáveis por regular o clima, gerar oxigênio, energia e minerais. Os ecossistemas encontrados nos oceanos são únicos e ainda muito pouco conhecidos. A vida que cresce nos mares é fonte de alimentos e fornece princípios ativos e espécies que contribuem na descoberta de medicamentos.

Futuro sombrio

A Assembleia Geral das Nações Unidas para o meio ambiente, realizada em junho, abriu espaço para que governantes, cientistas e membros das ONGs que buscam conscientizar sobre a responsabilidade no cuidado do meio ambiente marítimo.

O presidente da Assembleia, Peter Thomson, enfatizou a “necessidade urgente” de preservar os recursos oceânicos e de corrigir “as doenças” que o ser humano provocou, através da implementação de medidas de luta contra a contaminação marinha e as atividades pesqueiras prejudiciais.

“O oceano não é coisa de certas pessoas ou países; é uma herança comum da humanidade que deve ser conservado e gerido de forma sustentável para a posteridade”, acrescentou.

Por sua vez, o conservacionista do National Geographic Brian Skerry, que assegura ter viajado aos cantos “mais remotos e desabitados do planeta”, ressaltou que a população de peixes grandes caiu mais de 90% devido ao excesso da atividade pesqueira com fins comerciais.

“Caminhei entre restos de plástico no que antes eram praias limpas e cristalinas (…) Os problemas do oceano nunca tinham sido tão evidentes, são uma sentença de morte para a fauna marinha”, lamentou.

No marco da Conferência dos Oceanos, Guterres, secretário-geral do ONU, lembrou que o uso sustentável dos recursos marítimos é “crítico” para alcançar objetivos ecológicos e econômicos, em um momento em que a capacidade dos oceanos de absorver o impacto das atividades humanas “está muito perto ou chegou a seu limite”.

(Com informações do Terra).

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

NO COMMENTS

Leave a Reply