Onde descartar lâmpadas fluorescentes

0 4665
Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone
Jogar lâmpadas no lixo é um perigo para a saúde e para o meio ambiente

lampadas

Lâmpada é um tipo de lixo tóxico. A maioria delas contém mercúrio, um metal altamente tóxico, extremamente prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana. Uma lâmpada fluorescente de 32 watts, por exemplo, tem potencial para poluir 30 mil litros de água.

Nas lâmpadas, o mercúrio vem associado ao chumbo, outro metal que também pode causar danos. Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, o valor máximo de mercúrio que pode estar concentrado em uma unidade é de 100 miligramas de mercúrio por quilo do resíduo.

O maior problema associado ao mercúrio contido em lâmpadas acontece quando a substância é inalada. Problemas neurológicos e até hidragirismo (intoxicação que causa tosse, dispnéia, dores no peito e outros problemas mais graves), podem ser causados por essa inalação.

Portanto, muito cuidado com lâmpadas quebradas. A primeira coisa a se fazer em caso de quebra é retirar do local crianças e animais. Jamais toque o material, use luvas para recolher os cacos.

Se a lâmpada fluorescente quebrou em cima de roupas de cama ou qualquer outro tipo de material que tenha contato direto com o corpo, esta peça não pode mais ser reutilizada, mesmo após lavagem.

Descarte correto

Dados recentes dão conta que das 290 milhões de unidades de lâmpadas fluorescentes vendidas por ano no Brasil, aproximadamente 95% são descartadas de forma inadequada.

De acordo com a Política de Resíduos Sólidos no Brasil, os municípios devem disponibilizar meios para que a população possa descartar de maneira segura e adequada o lixo tóxico.

Além disso, em Curitiba, por exemplo, a Lei Municipal 13.509/2010 que segue as mesmas diretrizes da Política Nacional, estabelece que quem comercializa o material deve implementar pontos de coleta, para, posteriormente, encaminhar ao fabricante para que esse dê tratamento e disposição final adequada, reutilize ou reinsira no processo de fabricação.

Na capital paranaense, o poder público disponibiliza pontos de coleta de resíduos tóxicos onde, além das lâmpadas, a população pode descartar, pilhas e baterias, embalagens de inseticidas, medicamentos vencidos e óleo de fritura.

Funciona assim: um caminhão permanece a cada dia do mês (de segunda a sábado) nas proximidades de um dos terminais da cidade, conforme calendário específico divulgado no site da PMC e Central 156, no período das 7h30 às 15 horas.

Os caminhões da prefeitura recebem até 10 kg de lixo tóxico (pilhas, baterias, toner de impressão, embalagens de inseticidas, tintas, medicamentos vencidos), até 10 unidades de lâmpadas fluorescestes, óleos de origem animal e vegetal (embalados em garrafas PET de 2 litros).

Confira o calendário de recolhimento do lixo tóxico em Curitiba na página da prefeitura municipal: http://coletalixo.curitiba.pr.gov.br/lixotoxico.aspx

Mais informações no telefone (41) 3313-5739 ou no email limpezapub@smma.curitiba.pr.gov.br

Outros pontos de coleta

Leroy Merlin
A Leroy Merlin é a única rede de varejo que possui postos de coleta seletiva em todas as unidades para recolhimento, descontaminação e reciclagem de lâmpadas.
Os endereços:
Em Londrina – Avenida Theodoro Victorelli, 650L – Jardim Helena – Londrina, PR
Em Curitiba – Avenida Presidente Wenceslau Braz, 88 (Próximo ao Marumby Expocenter)
Em Curitiba – Rodovia BR-116, 600, Lote 9C1 (Próximo ao Trevo do Atuba)

Mega Reciclagem
Empresa de reciclagem. Fornecimento de certificados de recepção de resíduos tóxicos para processamento e de processamento dos resíduos. Coleta no local. A empresa cobra por unidade e/ou quilo do produto.
Em Curitiba: (41) 3268-6030, (41) 3268-6031 ou email mega@megareciclagem.com.br
Rua Ilnah Pacheco Secundino de Oliveira, 261 – Cidade Industrial – Curitiba/PR

Bulbox – Triturador e Descontaminador de Lâmpadas Fluorescentes
Em Curitiba: Rua Costa Rica, 843 – Bacacheri. Informações: (41) 3357-0778, email contato@bulbox.com.br. A empresa cobra pelos serviços.

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

NO COMMENTS

Leave a Reply