Pneu. O criadouro perfeito para o Aedes aegypti

1 1277
Famoso no mundo todo, o Aedes aegypti vem aterrorizando populações e colocando em xeque hábitos e sistemas de saúde

pneu

Responsável pela transmissão do zika vírus, da dengue, chikungunya e febre amarela, o mosquito vem fazendo vítima sem discriminação. A Organização Mundial da Saúde trabalha com números alarmantes: o zika vírus – que provoca malformações congênitas nos bebês quando a gestante é picada pelo inseto infectado – deve contaminar 4 milhões de pessoas em todo o mundo, 1,5 milhão só Brasil

Onde mora o perigo

Nesse sentido, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) alerta para a necessidade de se fazer o descarte correto de resíduos, especialmente materiais recicláveis como pneus e tudo o mais que possa armazenar água. Isso porque o Aedes aegypti se prolifera dentro ou nas proximidades de habitações, em recipientes onde se acumula água limpa, como vasos de plantas, pneus velhos, cisternas, razão pela qual o cuidado no descarte de resíduos sólidos, portanto recicláveis, deve ser o maior possível.

Entre os criadouros mais combatidos estão os pneus descartados incorretamente. A destinação de pneus está determinada desde 1999, quando foi publicada a primeira resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Trata-se da Resolução Conama número 258/99, atualizada pela 416/2009.

Essa Resolução estabelece que os fabricantes e importadores devem recolher os pneus inservíveis. Na proporção de novo pneu colocado no mercado de reposição, o fabricante tem que recolher um pneu inservível, considerando o desgaste do pneu, e entregar, anualmente, o Plano de Gerenciamento de Pneus com um conteúdo mínimo.

O plano prevê a descrição das estratégias para coleta desses pneus, acompanhada de cópia de eventuais contratos, convênios ou termos de compromisso para este fim. Também a indicação das unidades de armazenagem, informando as correspondentes localização e capacidade instalada. Deve prever, ainda, a descrição dos programas educativos a serem desenvolvidos junto aos consumidores, entre outros aspectos.

1 COMMENT

Leave a Reply