Por que rios e lagos secam

2 4418
Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone
Vários são os fatores que contribuem para que nascentes, rios e lagos sequem, e, em todos eles, a mão do homem está presente
Imagens do lago boliviano capturadas pela ESA em 2014, 2015 e 22 de janeiro deste ano.
Imagens do lago boliviano capturadas pela ESA em 2014, 2015 e 22 de janeiro deste ano.

A quantidade de água que temos no planeta é sempre a mesma. Não existe fabricação de água. O que a natureza faz é reciclar a água no que chamamos de ciclo hidrológico, ou seja, o movimento contínuo da água presente nos oceanos, continentes (superfície, solo e rocha) e na atmosfera. Esse movimento é alimentado pela força da gravidade e pela energia do Sol, que provocam a evaporação das águas dos oceanos e dos continentes.

Isso esclarecido, não é difícil entender por que precisamos cuidar da água, afinal, se não cuidar, vai faltar.

Vários são os fatores que contribuem para que nascentes, rios e lagos sequem, e, em todos eles, a mão do homem está presente, mesmo que indiretamente.

A floresta derrubada é motivo para que uma nascente seque. Se a nascente secar, o rio ou o lago morre. Se o rio morre, é provável que a cidade tenha problema de abastecimento.

Outro motivo identificado pelos cientistas é a mudança do clima no planeta e o exemplo disso vem da Bolívia, onde, em três anos, o lago  Poopó desapareceu.

Segundo a Agência Espacial Europeia – ESA o segundo maior lago da Bolívia simplesmente sumiu. As fotografias feitas por satélite mostram a evaporação completa dos 3 mil quilômetros quadrados do lago e as causas apontadas pelos especialistas são as mudanças climáticas e o fenômeno El Niño como fatores que contribuíram para o desastre.

O lago é um ponto de parada de aves migratórias, além de ser fonte de água para espécies de animais ameaçadas de extinção, como a suçuarana-sul-americana-do-norte, uma subespécie de puma.

A ESA aponta as mudanças climáticas associadas com a seca causada pelo fenômeno El Niño como alguns dos fatores responsáveis pela evaporação.

Outro fator está na atividade humana. A retirada de água de rios que abastecem o Poopó, para a mineração e agricultura, também contribuíram para acentuar o desastre.

“Os pescadores locais perderam seu meio de sustento, e o ecossistema do lago se mostra extremamente vulnerável”, afirmou a ESA. A Bolívia estima que serão necessários cerca de 114 milhões de dólares para salvar o Poopó.

Compartilhe Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

2 COMMENTS

  1. Bom dia
    De acordo com este texto a água não diminui mas está sendo retida em reservatórios e caixas de água pelo mundo todo. Nos os humanos estamos cortando o ciclo ou reciclagem da água por tira do meio ambiente e colocar em reservatórios e caixas de água. Deve existe trilhões de reservatórios e caixas de água neste momento cheio cada um no mínimo com 500 litros de água no mundo que deveria esta no meio ambiente sendo reciclada nos rios e lagos do mundo todo. E por isso que os rios estão secando.

  2. Na citação dos fatores que contribuem para que nascentes, rios e lagos se sequem, para mim faltou o principal fator que surgiu em nosso dias com base nas palavras de introdução do seu texto desta pagina.
    “A quantidade de água que temos no planeta é sempre a mesma. Não existe fabricação de água. O que a natureza faz é reciclar a água no que chamamos de ciclo hidrológico, ou seja, o movimento contínuo da água presente nos oceanos, continentes (superfície, solo e rocha) e na atmosfera. Esse movimento é alimentado pela força da gravidade e pela energia do Sol, que provocam a evaporação das águas dos oceanos e dos continentes.”

Leave a Reply