desenvolvimento sustentável

0 190
Para participar, os internautas devem gravar vídeos curtos com as “confissões” e então enviá-los ao site da campanha.

A ideia é que os participantes façam uma auto-reflexão sobre os hábitos do cotidiano que cultivam e se disponham a mudar algum comportamento que afete o planeta de forma negativa.

Para participar, os internautas devem gravar vídeos curtos com as “confissões” e então enviá-los ao site da campanha. Outra opção é postá-los diretamente nas redes sociais com a hashtag #HoraDaConfissão e então desafiar outra pessoa. As melhores gravações serão replicadas nos canais do WWF-Brasil.

0 296
Expectativa é formar mais de 13 mil pessoas. Cursos são gratuitos e ocorrem entre julho e agosto; ministério vai emitir certificado
Os interessados podem se inscrever na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil).
Os interessados podem se inscrever na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil).

O Ministério do Meio Ambiente – MMA abriu novas turmas para seis cursos gratuitos realizados a distância (EaD). A formação passa por temas como igualdade de gênero e sustentabilidade e consumo sustentável para a infância. Para esta edição, a expectativa é formar 13,5 mil pessoas.

0 328
Uma vida melhor e igualitária para todos são objetivos a serem perseguidos até 2030.

ods

Fruto do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas, a nova agenda de ação global até 2030 que substitui os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (fixados até 2015), definida pela Organização das Nações Unidas, traz os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável a serem alcançados pelos países membros.

Confira o documento no link http://ineam.com.br/conteudo/

0 366
Além de votar na cidade que melhor representa seus próprios anseios de um futuro com clima mais ameno para o planeta, a população também pode deixar seus comentários e sugestões de novos planos e metas sustentáveis para as prefeituras na plataforma “Nós Amamos as Cidades”
Rio de Janeiro, uma das três cidades brasileiras que participam do Desafio das Cidades. (Imagem: divulgação).
Rio de Janeiro, uma das três cidades brasileiras que participam do Desafio das Cidades. (Imagem: divulgação).

Até o dia 19 de junho, cidadãos preocupados com a qualidade de vida e o desenvolvimento sustentável no espaço urbano podem participar da campanha We Love Cities – Nós Amamos as Cidades. Trata-se de uma votação popular para reconhecer entre as três finalistas de cada país participante do Desafio das Cidades aquela com melhores exemplos e ações rumo a uma economia de baixo carbono.

0 248
“A meta é propor um sistema integrado de indicadores para monitoramento de sustentabilidade em um campus universitário”, diz o professor Tadeu Malheiros.

sustentabilidade

No sentido de estimular a comunidade universitária a integrar ações sustentáveis, a fim de que seus membros tornem-se agentes multiplicadores de práticas de sustentabilidade, levando-as para comunidade externa da universidade, o professor do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, Tadeu Malheiros, consolidou uma pesquisa com a Universidade de Michigan (UMICH), nos Estados Unidos — considerada uma instituição modelo na área —, visando a formulação de ferramentas de avaliação e monitoramento de cultura de sustentabilidade.

0 530
“Estamos em busca de jovens criativos e engajados em desenvolver um negócio que seja financeiramente sustentável, gere benefícios sociais e permita o crescimento da energia solar no Brasil”, diz Bárbara Rubim.

Desafio-Sola

O Greenpeace Brasil e a incubadora de negócios sociais NESsT Brasil estão em busca de universitários com ideias criativas de modelos de negócios que possibilitem a democratização da energia fotovoltaica – e ainda tragam benefícios sociais aos brasileiros.

A energia solar fotovoltaica é uma das mais limpas quando o assunto é emissão de gases de efeito estufa. Essa fonte transforma vidas, pois gera empregos e expande o acesso à eletricidade. E, apesar de tudo isso, ainda precisa ter visibilidade e ganhar a atenção do governo e do mercado de negócios. Apenas 0,02% da matriz energética brasileira é solar. O Desafio foi criado para ajudar estudantes a desenvolver projetos inovadores que mudem essa realidade e para incentivar o empreendedorismo.

0 1654
Conjugar a exploração agropecuária com a conservação do meio ambiente ajuda a barrar o desmatamento
Colheita do açaí, na região amazônica, um exemplo do extrativismo que deu certo. (Imagem: Paulo de Araújo/MMA)
Colheita do açaí, na região amazônica, um exemplo do extrativismo que deu certo. (Imagem: Paulo de Araújo/MMA)

A derrubada das florestas está diretamente associada a expansão da fronteira agrícola, ao crescimento da pecuária e a exploração mineral.

O agroextrativismo nada mais é do que a atividade agrícola, o cultivo de árvores frutíferas, a pesca, entre outras, combinadas com atividades extrativistas, gerando o que se chama de conjunto de sistemas complexos de produção agroextrativista. Dessa forma, se garante a exploração racional dos recursos naturais e a conservação do meio ambiente, dando ainda ao agroextrativista a possibilidade de gerar renda.

0 785
Agenda urbana, mobilidade, governança e participação social estão entre os temas a serem discutidos

recicle

São Paulo reúne esta semana especialistas e interessados em desenvolvimento urbano sustentável para compartilhar informações e tratar dos temas sociais e urbanos que serão discutidos na 3ª Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável – Habitat III, que deve acontecer em outubro.

0 463
A escola é a responsável pela educação que influenciará na vida profissional, social e pessoal do aluno e em sua convivência familiar

agenda21

Criada durante o encontro de representantes de todo o mundo na Eco-92, realizada no Rio de Janeiro, a Agenda 21 é um documento que traça os passos a serem dados em busca de qualidade de vida e melhorias das condições ambientais do planeta, em busca de um ambiente justo e saudável, com equilíbrio entre o ser humano, a natureza e a economia.

0 357
O que cada um pode fazer para que o desenvolvimento e a qualidade de vida sejam sustentáveis

terra1a

Por Marcos Scotti – A quem cabe preservar a vida?

2015 mostrou o preço que será cobrado pelas atitudes “antinaturais” da raça humana. China e Itália sentiram no ar o excesso do CO2 lançado no ar pelo desenvolvimento a qualquer preço. No Ocidente, os efeitos de apenas 0,7ºC a mais na temperatura do planeta fortaleceram o El Niño e, na forma de chuvas e tempestades, deixaram milhares fora de casa. No hemisfério norte, o “Natal da neve” registrou temperaturas acima dos 10ºC, em média.