gestão urbana

1 545
A saúde em uma cidade envolve questões maiores do que a saúde do próprio corpo: acesso a habitação, transporte, saneamento e lazer são influências indiretas na sustentabilidade de um ambiente urbano

A urbanização é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um dos maiores desafios do século 21 para a área da saúde. Em um contexto no qual mais da metade da população mundial vive em cidades – no Brasil esse número atinge 84% –, é importante que esteja claro quais são os impactos visíveis e invisíveis que o modo de vida urbano traz à vida de seus habitantes.

0 1318
Entenda as diferenças entre gestão e planejamento urbano

gestaourbana

O processo de desenvolvimento sustentado precisa ser entendido como um caminho para a qualidade vida. Assim sendo, em se falando de cidades, passa necessariamente pelo planejamento e pela gestão do espaço urbano.

Mas afinal, o que é planejamento urbano e o que é gestão urbana?

Planejamento é uma ferramenta administrativa, que possibilita perceber a realidade, avaliar os caminhos, construir um referencial futuro. Trata-se de um processo cíclico e prático das determinações do plano, garantindo continuidade, realimentação de informações, propostas, resultados e soluções. O planejamento precisa ser dinâmico, multidisciplinar e interativo.

Gestão urbana por sua vez, é a administração ou governança, é a pratica e a ação do planejamento, na ciência administrativa, relaciona-se com o conjunto de recursos e a aplicação de atividades destinadas ao ato de gerir.

Deriva do latim gestio, gestionis, de gerere (dirigir, administrar), significando a administração ou gerência de algo.

 

Jogo gratuito destaca a importância de instrumentos de gestão de recursos hídricos, como a outorga de direito de uso e a cobrança pelo uso da água.
Reprodução do ambiente do Água em Jogo.
Reprodução do ambiente do Água em Jogo.

Imagine-se responsável pelas águas de um rio que abastece de água potável a uma cidade. Indústrias, plantações, comércio, novas moradias, população em constante crescimento…

Diante deste cenário, você deve fazer a gestão dos recursos hídricos. Seu objetivo é ofertar água em quantidade e qualidade para atender a todas essas necessidades, além de garantir água às futuras gerações.

0 788
Cadê o Plano de Mobilidade Urbana? O seu município já tem?
Estacionamento para bicicletas em Amsterdam, cidade considerada exemplo em mobilidade. (Banco de imagens)
Estacionamento para bicicletas em Amsterdam, cidade considerada exemplo em mobilidade. (Banco de imagens)

O setor de transportes é o segundo maior emissor de gases de efeito estufa do Brasil. Grande parte dessas emissões (49%) decorre do uso diário e em larga escala do carro e de outros meios individuais motorizados. Esses gases causam o aumento da temperatura global, levando a eventos climáticos extremos e à intensificação dos desastres naturais.

Uma mobilidade baseada no uso de meios de deslocamento não motorizados e coletivos é essencial para reduzir a utilização diária do automóvel e, consequentemente, as emissões do setor.

0 1009

Tecnologia e recursos digitais ajudam a melhorar a qualidade de vida do cidadão

 

Visão estratégica para uma cidade inteligente (fonte: IBM)
Visão estratégica para uma cidade inteligente (fonte: IBM)

Também conhecidas como Smart Cities, as cidades inteligentes utilizam a tecnologia e recursos digitais para melhorar o desempenho, reduzir custos e consumo de recursos e se envolverem de forma mais eficaz e ativa com seus cidadãos a fim de melhorar qualidade de vida da população. Uma cidade inteligente deve ser capaz de responder mais rapidamente aos problemas e desafios globais e ter uma relação com os habitantes, onde todos possam ser agentes transformadores, causando uma verdadeira revolução social através da informação.

0 1516

Projeto desenvolvido pelo Núcleo Senai de Sustentabilidade utiliza soluções ecologicamente corretas na construção civil

A sede do Núcleo Senai de Sustentabilidade, referência na construção civil.
A sede do Núcleo Senai de Sustentabilidade, referência na construção civil.

Placas fotovoltaicas, cisternas d’água e até automação luminotécnica. Cada vez mais estes elementos estão inseridos na construção civil como forma de tornar uma edificação autosustentável e ecologicamente correta. E tudo isso começa na escola.

Em Curitiba, uma parceria entre o Senai e as empresas Tecverde e Arqbox que resultou no Núcleo Senai de Sustentabilidade, projetou e levantou um edifício laboratório onde a tecnologia, a pesquisa e aplicação de conceitos ambientais o transformam em referência.