plástico no mar

Divulgado em 2016, estudo da Fundação Ellen MacArthur mostra que 95% das embalagens plásticas produzidas no mundo não voltam para a cadeia produtiva.

plasticonomar

Mais de 150 milhões de toneladas de plásticos estão à deriva nos oceanos do mundo, alertou um estudo da Fundação Ellen MacArthur. De acordo com o estudo, em 2014, a proporção entre as toneladas desse material e as de peixe era de um para cinco. Caso não ocorram mudanças na maneira de descarte do lixo, em 2025, a proporção será de um para três. Até 2050, os mares do planeta poderão ter mais plástico do que peixes.

0 1337
Cientistas ingleses e australianos dizem que se o descarte do material em rios e oceanos continuar, as espécies marinhas podem estar caminhando para a extinção
Ave encontrada na praia com o estômago cheio de plástico. (Imagem: Observasc)
Ave encontrada na praia com o estômago cheio de plástico. (Imagem: Observasc)

Nove em cada dez aves marinhas tem plástico no estômago. A informação vem de um grupo de pesquisadores ingleses e australianos que alertam que esse número ainda vai crescer, caso a população mundial continue jogando plástico nos rios e oceanos. Em 2050, dizem eles, 99% das aves poderão ter se alimentado de plástico.

Um estudo publicado no Proceedings of The National Academy of Sciences, se isso acontecer, as espécies marinhas aladas estarão caminhando rapidamente para o extermínio.

Os cientistas analisaram dados recolhidos entre 1962 e 2012 sobre 186 espécies de aves marinhas. Quando começaram os registros, menos de 5% das aves se alimentavam de plástico. Em 2010 já era 80% o número de animais com plástico no estômago.

E você, ainda vai continuar jogando plástico por ai?