sustentabilidade

    0 787
    Com a missão de buscar soluções para que o transporte de carga pare de usar combustíveis fósseis, os suecos construíram uma rodovia para caminhões elétricos.
    Caminhão conectado a eHighway. (Imagem: divulgação Scania).
    Caminhão conectado a eHighway. (Imagem: divulgação Scania).

    O desafio é reduzir a contaminação produzida por caminhões de carga que, no país nórdico, representam 15% das emissões de dióxido de carbono.

    0 577
    Se, para ser um defensor do meio ambiente implicar em maiores gastos, o desenvolvimento sustentável pode esperar, dizem os brasileiros.

    agenda21

    Até onde as pessoas se preocupam com o meio ambiente?

    Uma pesquisa recente realizada pela plataforma Cupons Mágicos e publicada no portal Terra mostrou que sim, os brasileiros se preocupam com o meio ambiente, mas, raramente fazem ou consomem algo sustentável.

    0 529
    A ideia é transformar propriedades rurais em unidades demonstrativas da sustentabilidade no campo.
    Propriedades rurais vão multiplicar ações sustentáveis como unidades demonstrativas. (Imagem: MMA)
    Propriedades rurais vão multiplicar ações sustentáveis como unidades demonstrativas. (Imagem: MMA)

    Produtores rurais de dez municípios paranaenses podem se candidatar a receber apoio técnico e financeiro em tecnologias agropecuárias sustentáveis. O projeto é uma parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embaixada Britânica e Banco do Brasil e visa transformar propriedades rurais em Unidades Demonstrativas (UDs) no Projeto Rural Sustentável.

    0 774
    É considerada arquitetura sustentável toda forma de arquitetura que leva em consideração formas de prevenir o impacto ambiental que uma construção pode gerar.
    Uma construção sustentável leva em conta materiais alternativos, uso racional de energia e água, entre outros fatores. (Imagem: banco de imagens).
    Uma construção sustentável leva em conta materiais alternativos, uso racional de energia e água, entre outros fatores. (Imagem: banco de imagens).

    Surgida pelos anos de 1970, a arquitetura sustentável preconiza que uma construção deve alterar minimamente o meio ambiente em que está inserida. Utilizando a maior quantidade possível de elementos de origem natural e garantindo um aproveitamento racional dos recursos necessários para iluminar e ventilar os ambientes; de forma a reduzir os desperdícios nessas áreas. Além disso, a arquitetura sustentável deve preocupar-se com o uso de materiais certificados e que venham de fornecedores legalmente estabelecidos e que professem as mesmas crenças em relação a diminuição dos impactos ambientais e das emissões de gases poluentes. É também freqüente o uso de materiais considerados ecologicamente correto como os reciclados ou os oriundos de projetos sociais. Depois de tudo; ainda há um estudo detalhado de como se portará a construção e de como serão tratados os resíduos gerados por ela; de forma a não afetar (ou reduzir drasticamente esse efeito) no ambiente que circunda o imóvel.

    0 444
    “A meta é propor um sistema integrado de indicadores para monitoramento de sustentabilidade em um campus universitário”, diz o professor Tadeu Malheiros.

    sustentabilidade

    No sentido de estimular a comunidade universitária a integrar ações sustentáveis, a fim de que seus membros tornem-se agentes multiplicadores de práticas de sustentabilidade, levando-as para comunidade externa da universidade, o professor do Departamento de Hidráulica e Saneamento da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP, Tadeu Malheiros, consolidou uma pesquisa com a Universidade de Michigan (UMICH), nos Estados Unidos — considerada uma instituição modelo na área —, visando a formulação de ferramentas de avaliação e monitoramento de cultura de sustentabilidade.

    0 867
    Em Ji-Paraná, Rondônia, programa da Secretaria Municipal do Meio Ambiente conscientiza estudantes das escolas públicas sobre sustentabilidade

    sustentabilidade

    Uma história protagonizada por fantoches que fazem referência a nós, habitantes das cidades. Esse o projeto desenvolvido do programa desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente em Ji-Paraná, Rondônia.

    Os eventos que já fazem parte da agenda da Semeia inclui palestras realizadas pela Coordenação de Educação Ambiental – CEA. A equipe leva casinha e fantoches feitos de material reciclável, para contar histórias de sala em sala e levar conscientização às crianças.

    0 1229
    Podem se inscrever professores, estudantes, empresários e cidadãos interessados em aprender mais sobre sustentabilidade

    Compensação ambiental

    Com o objetivo de ampliar os conhecimentos sobre o planeta e instigar as pessoas a arregaçarem as mangas em prol do meio ambiente, a Faculdade Getúlio Vargas (FGV) abriu inscrições para três cursos abertos sobre sustentabilidade. As aulas voltadas para o cidadão comum, docentes e empresários são gratuitas e on-line. Basta fazer a inscrição e iniciar o curso.

    0 1059
    Em uma área 2,6 vezes menor do que a utilizada pela pecuária, a agricultura é 65 vezes mais eficiente

    pecuaria

    Uma pesquisa inédita realizada pela organização não governamental Imaflora analisou a safra brasileira sob o aspecto funcional dos produtos agropecuários, ou seja, a capacidade de cada produto em produzir proteína, elemento básico para a alimentação humana e animal.

    O resultado foi fantástico: a agricultura produz 25 vezes mais proteínas do que a pecuária.

    0 745
    Criada a partir de materiais como a malva e a juta, a “ecotelha” vai baratear os custos da obra e dar sustentabilidade aos povos ribeirinhos
    Ecotelha: fibras naturais reduzem custo. (Divulgação/Fapeam)
    Ecotelha: fibras naturais reduzem custo. (Divulgação/Fapeam)

    Fibras naturais da Amazônia, como a malva e a juta, estão sendo testadas no desenvolvimento de uma telha sustentável. Pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas – UFAM, o produto vai reduzir os custos da construção e dar ao telhado maior desempenho térmico. A argamassa da telha inclui areia, resíduos de cerâmica e pouco cimento.

    0 835
    Normalmente descartado em aterros e em áreas próximas a rodovias, esse composto forma um rico material orgânico

    AreasDegradadas02

    Um estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa revelou que uma parte do solo retirado em construções e áreas de mineração pode ter um excelente reaproveitamento para regeneração de áreas degradadas.

    A técnica consiste em retirar a camada superficial do solo de uma área a ser explorada e aplicar esse material em locais destinados à compensação ambiental.

    Normalmente descartado em aterros e em áreas próximas a rodovias, esse composto de terra, troncos, brotos e demais elementos forma um rico material orgânico, que é capaz de regenerar áreas mantendo a vegetação original de onde houve a extração.